Entenda o vocabulário dos veículos 4X4

Veículos com tração integral têm recursos ainda desconhecidos.
Saiba o que é 4WD, Active Trac, Quadra Trac, entre outros.

Os utilitários esportivos são carros desejados por muita gente. Também é um segmento em crescimento constante no país, mas diversos proprietários de veículos com tração nas quatro rodas nem imaginam os recursos disponíveis em seus 4X4. A finalidade da tração integral é aumentar a capacidade de tração do veículo em condições de piso com baixa aderência, como a lama, por exemplo. Para não ficar por fora do assunto elaboramos um guia com o sentido de algumas das expressões mais utilizadas para esse segmento de veículos. 


4WD 
Vem do termo em inglês ‘Four Wheel Drive’, que indica os carros equipados com tração nas quatro rodas. 

Active Trac 
É a determinação utilizada em alguns modelos da marca Mitsubishi para o sistema de tração 4x4. 

 

Altura 
É a medida do veículo em relação ao solo. Serve para o condutor saber o tipo de obstáculos que o carro pode transpor. Quanto maior a altura do chão, maior será o desempenho fora de estrada.

 

Ângulo de Ataque 
É a medida que determina a capacidade do veículo para enfrentar um obstáculo, como um barranco, por exemplo, sem tocar algo na dianteira, seja a suspensão ou mesmo o para-choque. 

Ângulo de Saída 
É a medida no momento de sair do obstáculo. Nesse caso a medida determina a capacidade de transpor obstáculos sem tocar o chassi ou o para-choque traseiro.

 

Foto: Divulgação

Medida do veículo em relação ao solo é importante para a prática off-road (Foto: Divulgação)

Caixa de Transferência 
A caixa de transferências repassa a tração da transmissão para os eixos cardã frontais e traseiros que repassam os movimentos para os eixos. Também tem duas relações de marchas que servem para todas as marchas do câmbio. Um câmbio automático de quatro velocidades oferece, por exemplo, oito marchas para frente e duas relações de marchas para trás com uma caixa de transferência. A primeira relação é normal, como um carro de rua. Já a segunda também é conhecida por reduzida e é indicada para condições off-road. A diferença é basicamente o aumento de torque nas rodas.

 

Calço Hidráulico
É um fenômeno que provoca danos ao motor devido à aspiração de água, que pode eventualmente entrar no sistema de admissão de ar em decorrência por trafegar em trecho alagado. Devido ao fato de a água ser incompressível, ou seja, não se comprime, falta espaço para o pistão se deslocar no cilindro. Com isso, o motor vai imprimir força para girar e assim vai provocar um forte golpe, que vai entortar as bielas – peça em que o pistão é fixada – entre outros inúmeros problemas. 

Cardã 
Um veículo 4X4 conta com dois eixos cardã, sendo um para a dianteira e outro para traseira. Trata-se de um pequeno eixo que transfere a rotação do câmbio – proveniente do motor - para o eixo onde estão as rodas.

 

Eixo Rígido 
Trata-se de um tipo de suspensão em que as rodas estão em um eixo fixo. Geralmente equipa jipes (quatro rodas) e picapes nas rodas traseiras. É um modelo de suspensão mais antigo e em razão disso é mais robusto, porém limita o desempenho fora de estrada, uma vez que a movimentação do eixo encontra limites. 

Facão 
É a marca por onde passam as rodas na estrada de terra, geralmente quando as marcas estão profundas e forma-se um calombo no meio da estradinha.

 

Foto: Divulgação

Ângulo de ataque e de saída também são importantes  (Foto: Divulgação)

Inclinação Lateral 
Essa medida indica a capacidade de o veículo percorrer um trecho inclinado sem tombar. O número obtido é a capacidade máxima, ou seja, se ultrapassar esse ângulo o carro perde o contato com o solo.

 

Peso em Ordem de Marcha 
É o peso de um automóvel usado como referência na indústria automotiva. Para chegar a essa medida, a situação é obtida quando se coloca o carro pronto para iniciar uma viagem, com o tanque de combustível cheio e o nível de todos os líquidos no ponto máximo. Além disso, deve estar posicionados corretamente o estepe com a calibragem certa, macaco e ferramentas originais que acompanham o veículo, como por exemplo, a chave de rodas. 

Profundidade Máxima 
Indica a capacidade do automóvel para enfrentar travessias de trechos alagados sem que as partes vitais do motor e da parte elétrica sejam atingidas. 

Rampa Máxima 
É a capacidade do veículo em enfrentar uma rampa, sem que o motor titubeie ou sem virar para trás. 

 

Quadra-Trac 
Trata-se de uma caixa de transferência com um diferencial central de acoplamento viscoso, em que o torque do motor é transmitido para o eixo dianteiro somente se existir uma grande diferença de velocidade entre os eixos dianteiro e traseiro. Esse diferencial central pode ser bloqueado ao se aplicar a reduzida. 

Roda Livre 
É um sistema que destrava as rodas dianteiras do sistema 4X4. Sem o contato com a transmissão é possível reduzir o desgaste das peças, além de otimizar o consumo de combustível. Pode ser automático ou manual. Esse último é preciso virar uma chave no cubo de roda para que a tração funcione corretamente.

 

Foto: Divulgação

Roda livre destrava as rodas dianteiras (Foto: Divulgação)

Select Traction 
Trata-se de um sistema de bloqueio das rodas. Se uma roda gira em falso a força de tração vai para a roda em contato com o solo. 

Shifting on the Fly 
Indica um recurso que permite ao condutor do veiculo engatar a tração 4X4 com velocidades elevadas, até mesmo acima de 100 km/h. 

Snorkel 
Tem a mesma finalidade que o equipamento de mergulho. Serve como uma tomada de ar elevada para que o veículo possa transpor alagamentos e rios mais profundos. 

Suspensão Independente 
É a suspensão mais evoluída. Diferentemente do eixo rígido, na suspensão independente cada roda tem seu próprio curso, porém é um sistema mais frágil. 

Tração Integral 
É o tipo de tração em que o carro conta com tração nas quatro rodas permanentemente. Exemplos de veículos com esse sistema são o Subaru Impreza e o Land Rover Defender. 

Tração Positiva 
Também pode ser conhecido por positraction e identifica um mecanismo que pode bloquear parte da força na roda que patina. É uma forma de aplicar à roda a tração necessária e desse modo evitar que gire em falso.