Copa Troller 2012: Competição completa 10 anos

A Copa Troller, promovida pela marca subsidiária da Ford, completa 10 anos como um dos ralis de regularidade mais importantes do País. A temporada 2012, que começa em junho, passa a ter um novo sistema de competição. Combinando aventura e confraternização, as principais novidades do evento off road são calendário único, agrupando as provas no Sudeste e no Nordeste, número de provas por etapa e novo sistema de pontuação.

“Fizemos a alteração do calendário para ter todas as provas no segundo semestre, período em que a probabilidade de chuvas nas duas regiões é menor. A Copa Troller faz dez anos e é uma referência na agenda esportiva do País”, diz Wilson Vasconcellos, gerente geral da Troller.  A competição manterá a mesma característica de percorrer trilhas em várias cidades do Brasil e de selecionar categorias para diferentes níveis de habilidade de participantes.

“É um programa que respeita a natureza e, acima de tudo, valoriza o espírito esportivo e a amizade. É dirigido a pessoas que possuem veículos Troller T4, aproveitando a sua capacidade única de rodagem”, afirma Wilson.

Novo calendário

Em 2012, a Copa Troller continua a ter dois campeonatos paralelos, a edição Sudeste e a Nordeste. Estão mantidas as dez etapas, cinco para cada região. O calendário oficial passa a agrupar as duas competições no segundo semestre, dando mais emoção aos participantes já que praticamente a cada duas semanas haverá uma etapa.

Confira as datas definidas para a Copa Troller 2012:

  • 1 e 2 de junho – Copa Nordeste Etapa Maranhão
  • 15 e 16 de junho – Copa Sudeste Etapa São Paulo
  • 13 e 14 de julho – Copa Sudeste Etapa Minas Gerais
  • 3 e 4 de Agosto – Copa Nordeste Etapa Ceará
  • 14 e 15 de Setembro – Copa Sudeste Etapa Espírito Santo
  • 28 e 29 de Setembro – Copa Nordeste Etapa Paraíba
  • 19 e 20 de Outubro – Copa Nordeste Etapa Bahia
  • 9 e 10 de Novembro – Copa Sudeste Etapa Santa Catarina
  • 23 e 24 de Novembro – Copa Nordeste Etapa Pernambuco
  • 7 e 8 de Dezembro – Copa Sudeste Etapa São Paulo

Regulamento

A competição é dividida em cinco categorias para os diversos tipos de participantes: Passeio, sem limite de idade e necessidade de navegador, realizada em comboio e voltada para as famílias; Expedition, para os que querem começar a disputar um rali e não são filiados à Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA); Turismo, para competidores novatos, já filiados; Graduados, para pilotos e navegadores experientes; e Master, para pilotos e navegadores muito experientes, que se classificaram entre os cinco primeiros na categoria Graduados das edições anteriores.

Até o ano passado, cada etapa da Copa Troller era composta de duas provas. Nesta temporada, serão três provas por etapa, cada uma com média de 50 km e 1h20 de navegação. Ou seja, terão no total 150 km e cerca de 4 horas de duração. O sistema de pontuação também foi modificado. As provas terão pesos diferentes e gradativamente maiores conforme a colocação.

A competição é aberta a todos os interessados, tendo como requisitos motoristas habilitados e que disponham de um veículo Troller. Ícone do segmento off-road, o Troller T4 é um utilitário que combina robustez fora de estrada sem igual com estilo e praticidade na cidade. Ele tem motor diesel 3.0 MWM International de 163 cv, tração 4×4, diferencial traseiro autoblocante, freio a disco nas quatro rodas e carroceria em compósito, resistente a impactos e corrosão.

Também vem equipado de série com direção hidráulica, ar-condicionado, trio elétrico, rodas de alumínio, pneus todo-terreno 255/75 R15, santantônio e capota rígida removível.

10 Anos

Para marcar os 10 anos da Copa Troller estão programadas várias comemorações ao longo das etapas. A Troller conta com a participação de grandes parceiros nesses eventos, incluindo Grupo Alfa (Alfa Seguradora, Alfa Financiadora, Hotéis Transamérica), Pirelli, Castrol/Motorcraft, DuPont e Transportes Gabardo.

“A Copa Troller é o evento mais importante da nossa marca e preparamos uma programação especial para celebrar esta data. Queremos que ela fique gravada na história do rali brasileiro”, completa Wilson Vasconcellos.