Series: Carros e caminhões testados ao extremo

 

Começou neste sábado (5) mais uma temporada do Sertões Series, campeonato organizado pela Dunas Race e que para muitos pilotos das diversas categorias do off road nacional vale como preparação para o Rally dos Sertões, que acontece em agosto. A etapa inaugural da temporada, realizada em Avaré (SP), também foi válida pelos campeonatos Brasileiro e Paulista de Rali Cross Country para carros e caminhões. Na etapa deste sábado, foram 34 carros e sete caminhões inscritos na competição.

 




Foto: Gustavo Epifanio / Webventure

 

O trajeto de 160 quilômetros foi percorrido entre as fazendas Jamaica e Nova Fronteira, e foi dividido em duas voltas de 80 quilômetros cada, proporcionando aos pilotos um pouco do que é visto no maior rali sem fronteiras do planeta: trechos de alta velocidade intercalados com partes travadas, exigindo dos equipamentos e de toda técnica dos pilotos e concentração dos navegadores.

 

Entre os carros, a dupla formada por Marcos Baumgart e Beco Andreotti venceu completando a prova em 2h10min33s5 fazendo bom uso da Mitsubishi L200 Evo, com apenas 1min56s4 de vantagem sobre João Franciosi e Rafael Capoani, que chegaram em segundo a bordo do Sherpa. A dupla vencedora, inclusive, competiu junta pela segunda vez, apesar de ambos fazerem parte da mesma equipe: Andreotti navega para Christian (que está em período de "licença paternidade"), irmão de Marcos, que tem Kleber Cincea como navegador - que não pôde competir por estar em viagem de lua de mel. Foi a segunda vez que Marcos e Beco dividiram um carro, e o aproveitamento da dupla é de 100%. No Sertões de 2006, a dupla foi campeã na categoria Protótipos T1 nacionais.

 

Nos caminhões leves, Edu Piano disputou sua primeira prova no ano e venceu. A bordo do Ford F4000, o sorocabano colocou pouco mais de seis minutos em cima do segundo colocado, Amable Barrasa. Entre os pesados, Guido Salvini soube aliar habilidade para se livrar dos perigos do caminho e da concentração de seu navegador para vencer com o Mercedes Atego 1725.

 

Confira, abaixo, os resultados e as declarações do piloto vencedor de cada categoria:

 

CARROS (os cinco primeiros na geral):

1-) Marcos Baumgart/Beco Andreotti (Mistubishi L200 Evo/PT1) - 2h10min33s5

2-) João Franciosi/Rafael Capoani (Sherpa/PT1) - 2h12min29s9 (1min56s4)

3-) Cristiano Batista/Ronie Von Silva (Sherpa/PT1) - 2h16min04s6 (5min31s1)

4-) José Hélio/Weidner Moreira (Mitsubishi L200 Evo/PBR) - 2h16min51s2 (6min17s7)

5-) Marcos Moraes/Fabio Pedroso (MEM T-Rex/PT1) - 2h19min08s1 (8min34s6)

 

MARCOS BAUMGART: "Ano passado eu fiz essa etapa correndo de moto, mas na segunda volta eu tive que parar com um pneu furado. Então essa vitória de hoje, de carro, que é mais a minha praia, foi muito legal para a equipe. Estou muito feliz. Foi também uma grande oportunidade para testarmos algumas modificações que fizemos no carro para o Rally dos Sertões. O percurso era rápido, com vários retões e curvas de alta velocidade, algumas delas cegas, em que o piloto tem que acreditar muito no navegador e fincar o pé direito no acelerador, em quarta ou até quinta marcha. Curva de baixa, ‘cotovelo’, todo mundo faz. Esse trajeto valoriza o trabalho do piloto e do navegador".