Piloto mineiro leva superação ao Sertões Series Avaré

 

Subir numa moto e acelerar muito sobre diversos tipos de terreno não é tarefa fácil para qualquer um. Isso não seria diferente para Cristiano de Paula Teixeira, que além de todas as dificuldades do rali ainda tem que superar a dificuldade de competir com uma prótese na perna esquerda. Cristiano, ou Cris para os amigos, tem 40 anos, mora em Andradas (sul de Minas Gerais) e, incentivado pelo pai, anda de moto desde cedo. Quando criança chegou a disputar campeonatos regionais de bicicross e aos 19 anos se apaixonou por outro esporte: o voo livre, mas sem abandonar sua moto e as trilhas.
 


Foto: Doni Castilho - DFotos

 

No ano 2000, Cris deixou sua paixão pelo voo livre de lado e se dedicou integralmente as trilhas. Agropecuarista e construtor civil, o piloto teve em 2005 seu pior acontecimento. Ao enroscar a perna em um equipamento acoplado ao trator em que trabalhava em seu sítio, sua calça enroscou na máquina que amputou sua perna esquerda acima da linha do joelho.

 

Mas essa deficiência, não conteve a vontade de superar limites e o amor pelo esporte. Cristiano disputou todas as etapas do Campeonato Brasileiro de Rali no ano passado e alcançou o vice-campeonato na categoria Production. Nesta temporada o piloto segue na mesma categoria. Em Barretos, etapa de abertura do Brasileiro de 2012, Cris não teve tanta sorte e não conseguiu uma boa colocação depois de um tombo, mas espera um melhor resultado na etapa de Avaré, nos dias 4 e 5 de maio, válida pela 1ª etapa do Sertões Series, evento organizado pela Dunas Race, e 3ª etapa do Brasileiro.

 

Antes do acidente, Cris conquistou o campeonato Paulista de Cross Country na categoria Quatro Tempos. Depois, foram três participações no Enduro da Independência, com um quinto lugar.

 

Sertões 2012 - Teixeira usa essa experiência de vida como motivação para encarar suas competições e nesse ano também disputará o Rally dos Sertões, como prova de superação. "A participação no Rally dos Sertões sempre foi um sonho, pois é uma das maiores provas off road do planeta. Esta vontade tomou mais força depois que sofri o acidente em que perdi a perna , porque quando se vivencia uma experiência em que você fica muito perto da morte, e sobrevive, passamos a concretizar os sonhos não realizados".

 

O mineiro será mais um dos competidores na linha de largada em agosto, no Maranhão, com a sua Suzuki DRZ 400 e terá suporte da equipe Multiracing.

 

E quem acha que Cris está indo ao Sertões somente para passear, ele manda um recado: "o que eu acho mais legal é que apesar de usar uma prótese , eu posso ser tão competitivo quanto uma pessoa sem limitações. Isto é prova que o ser humano é capaz de realizar tudo o que quiser , basta ter força de vontade , disciplina e os meios apropriados para realizar aquilo que deseje , e usar o limite que a vida às vezes nos impõe para ir mais longe".

 

Felipe Zanol é um dos pilotos de moto em maior destaque dentro da modalidade. Também mineiro, Zanol chegou ao vice-campeonato no Geral do Rally dos Sertões no ano passado, depois de uma disputa muito acirrada com o francês Cyril Despres, que foi o campeão. Zanol não conhece Cristiano pessoalmente, mas já ouviu e leu histórias sobre sua superação e força de vontade. "Mesmo com a prótese ele consegue ser competitivo e encara todos os desafios como um piloto sem prótese. Já é um campeão pela forca de vontade".